Setor de serviços registra pior resultado para agosto desde 2012

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou nesta terça-feira (17) a retração do volume do setor de serviços de 1,0% em agosto comparado a julho (na série com ajuste sazonal). O pior resultado para o mês nesta base de comparação desde o início da série histórica, em janeiro de 2012.

Agosto também foi o segundo mês consecutivo de queda no setor. No mês anterior, o volume de serviços recuou 0,8%, na primeira queda desde março.

Em comparação a agosto do ano passado, na série sem ajuste sazonal, os serviços recuaram 2,4%, e mantiveram a sequencia negativa iniciada em abril de 2015. O pior resultado de agosto foi observado em 2016, quando houve queda de 3,9%.

As atividades de setores como o de tecnologia da informação, transportes e outros serviços, como atividades turísticas, também apresentaram recuo e ajudaram a compor o índice geral.

Em relação a agosto de 2016, Mato Grosso (15,8%), Paraná (5,5%) e São Paulo (0,8%) foram os destaques positivos. As maiores baixas foram no Distrito Federal (-13,3%), Paraíba (-12,7%) e Amapá (-12,2%).