Preço de gás não sofrerá recuo no Pará

A Petrobrás anunciou, na última quarta-feira (4), a queda de 4,40% no preço do botijão de gás de cozinha de 13 kg. Porém, o consumidor paraense não será beneficiado com a redução do preço.

Segundo o Sindicato das Empresas Revendedoras de Gás Liquefeito de Petróleo do Estado do Pará (Sergap), o valor da queda não chegará aos consumidores finais porque as distribuidoras não repassaram esse recuo para as revendedoras. As distribuidoras alegam que a Petrobrás determinou no ano anterior um avanço de 70% no preço, que não pôde ser repassado para às revendedoras na tonalidade.

Pesquisa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos no Pará (Dieese-Pa), revela que o cidadão que ganhava um salário mínimo, em Belém, sofria um impacto de 6,75% por mês no consumo de gás de cozinha.

Xinguara é o município paraense com a comercialização mais caro, custando R$ 89,33; seguido por Redenção com R$ 88; Paragominas e Parauapebas com R$ 86,67; Itaituba com preço médio de R$ 84,20 e Altamira com R$ 83,50.

Fale conosco

Conselho Regional de Economia do Pará e Amapá


Tel: (91) 3242.0207 / 3223.1988
E-mail: adm@coreconpara.org.br​
Endereço​​​​​​: 

Rua Cônego Jerônimo Pimentel, 918 - Belém/PA
Cep: 66055-000

© 2017 por Ascom Conselho Regional de Economia - 9ª Região