Falta de chuvas deve deixar conta de luz mais cara em agosto

A partir de agosto a conta de luz deve sofrer reajuste para o brasileiro, em função da ausência de chuvas. Os reservatórios de água das principais usinas no Brasil, localizadas no sudeste e centro-oeste, que atendem 70% de todo o sistema, voltaram a secar em julho, indicando que a bandeira vermelha deve ser cobrada novamente em agosto.

 

Para os especialistas com a bandeira vermelha, que foi usada em abril e maio, a conta de energia sofrerá um aumento por quilowatt/hora consumido que representa, em média, um acréscimo de 5%.

 

Com a redução das chuvas, o nível de armazenamento dos reservatórios diminui, ampliando a necessidade do uso de energia das termelétricas que é mais cara que a das hidrelétricas. Portanto, ocorre a necessidade de cobrança extra da bandeira nas contas de luz.