Empréstimo consignado pode ser realizado por trabalhadores de empresas privadas

Template_Matéria.png

Parcelas descontadas diretamente da folha de pagamento dos trabalhadores de empresas privadas, com carteira assinada, é a nova modalidade de empréstimo consignado. O crédito utiliza o saldo da conta do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) como garantia.

O montante do empréstimo depende do valor que o trabalhador possui na conta do FGTS. O empréstimo não poderá ultrapassar 10% do valor total do fundo, que será utilizado como garantia da transação. A multa em caso de demissão sem justa causa também entra no cálculo. Os valores podem ser retidos pelo banco no momento na demissão do empregado até que seja liquidada a dívida.

Disponível para cerca de 38 milhões e 300 mil trabalhadores, o empréstimo consignado com garantia do FGTS é oferecido apenas pela Caixa Econômica Federal. Os juros dessa modalidade de crédito não podem ultrapassar 3,5% ao mês e o prazo máximo para pagamento será de até 4 anos.