Alimentação no Pará é uma das mais altas do país

A carne e o pescado foram os produtos responsáveis pelo elevado preço da cesta básica do paraense. No ano passado, em média, o valor da cesta básica comprometeu cerca de 45% do salário mínimo.

A pesquisa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) revelou que outros itens, como frango e ovo, contribuem para o custo da alimentação dos paraenses configurar entre as mais alta do país.

De acordo com a coleta de dados, em dezembro de 2018, o quilo do frango resfriado era comercializado a R$ 6,35. Em dezembro de 2019, alcançou o valor de R$ 7,93, representando um avanço de 17%, contra 4,5% de inflação no mesmo período. A pesquisa também realizou levantamento de preços na dúzia dos ovos, em dezembro de 2018 foi comercializada por R$ 6,62. Um ano depois, a mesma dúzia custava R$ 7,48. A elevação percentual no custo foi de 12,99%. 

Fale conosco

Conselho Regional de Economia do Pará e Amapá


Tel: (91) 3242.0207 / 3223.1988
E-mail: adm@coreconpara.org.br​
Endereço​​​​​​: 

Rua Cônego Jerônimo Pimentel, 918 - Belém/PA
Cep: 66055-000

© 2017 por Ascom Conselho Regional de Economia - 9ª Região