Preços dos medicamentos sofrerão reajustes

A Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) abriu seu sistema de comercialização com reajuste anual dos preços de medicamentos, segundo a nota divulgada pela Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (Sindusfarma). Os novos índices entrarão em vigor a partir do próximo dia 31 de março, com variação de 2,09% a 2,84%.

Os reajustes de preço dos medicamentos ficaram abaixo da inflação geral. No período de 2013 a 2017, o IPCA acumulado foi de 36,48% ante 32,51% dos reajustes médios autorizados pelo Governo.

O reajuste será efetuado de acordo com a categoria de medicamentos. Classificados como medicamentos de nível 1, os genéricos em geral, estatinas, tranquilizantes, expectorantes, antialérgicos, antiepiléticos e outros produtos de uso contínuo sofrerão a maior alta, de 2,84%. Para os medicamento de nível 2, o aumento será de 2,47%, nessa categoria enquadram-se vitamina C e os remédios à base de cálcio. Para os de nível 3 o reajuste será menor, de 2,09%, que são as vacinas, medicamento oncológicos, antivirais para HIV, antissépticos bucais e laxantes.

Fale conosco

Conselho Regional de Economia do Pará e Amapá


Tel: (91) 3242.0207 / 3223.1988
E-mail: adm@coreconpara.org.br​
Endereço​​​​​​: 

Rua Cônego Jerônimo Pimentel, 918 - Belém/PA
Cep: 66055-000

© 2017 por Ascom Conselho Regional de Economia - 9ª Região