Mutirão da Negociação de Dívidas e Orientação Financeira começará em 1° de novembro

2.jpg

O Banco Central, a Febraban, a Secretaria Nacional do Consumidor e o Senado Federal promoverão de 1º a 30 de novembro o Mutirão da Negociação de Dívidas e Orientação Financeira. A iniciativa é voltada para pessoas físicas com dívidas em atraso com instituições financeiras cujas modalidades não contemplem bens dados em garantia do empréstimo.

A novidade desta edição do Mutirão é o foco na preparação para a renegociação em si, orientando o consumidor, passo a passo até o envio de propostas de negociações na plataforma consumidor.gov.br. Para esta etapa opcional de preparação prévia, uma página específica (mutirao.febraban.org.br) foi desenvolvida, na qual o devedor poderá ter acesso a informações sobre: como descobrir quais são suas dívidas, quando vale a pena participar do mutirão e quanto do orçamento poderá ser destinado ao pagamento dessas dívidas no momento da negociação. Na página, o interessado em participar do programa encontrará, por exemplo, um link para o Registrato, por meio do qual é possível acessar a lista das dívidas em seu nome junto às instituições financeiras.

Para iniciar a negociação de uma dívida em atraso, preferencialmente após a preparação prévia, o devedor deve realizar o registro na plataforma consumidor.gov.br. Após finalizar o registro, é necessário escolher a instituição com a qual deseja negociar e relatar o problema. O banco tem prazo de até 10 dias para analisar a solicitação e apresentar uma proposta.

O Mutirão é uma das iniciativas do acordo de cooperação técnica assinado entre a FEBRABAN e o Banco Central (BC) para desenvolver ações coordenadas de educação financeira, tema que faz parte da agenda estratégica da instituição, a Agenda BC#.

Fonte: Banco Central