Pará mantém saldo positivo e gera 70 mil novos empregos

2.png

Estado do Pará continua apresentando resultados positivos na geração de empregos formais. Resultados divulgados pelo novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência, mostram que foram gerados, em setembro, 7.712 novos postos de trabalhos formais. No acumulado de janeiro a setembro deste ano, o saldo positivo é de 61.352 postos de trabalhos. Considerando os últimos 12 meses, o saldo positivo alcança quase 70 mil novos postos de trabalho.

Com estes novos resultados positivos, o Pará assume a 12ª posição nacional entre os estados que mais geraram empregos com carteira assinada entre os meses de janeiro e setembro de 2021. O Estado mantém a liderança na Região Norte.

Nos últimos 12 meses – de outubro do ano passado a setembro de 2021 -, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese/PA), todos os estados do Norte tiveram saldos positivos de empregos formais, com destaque para o Pará com a geração de 69.587; Amazonas com 37.617 postos de trabalhos; Tocantins, 17.068; e Rondônia com a geração de 15.774.

É importante observar que os dados do novo Caged consideram apenas os trabalhadores com carteira assinada, ou seja, não inclui as ocupações informais. Com isso, não são comparáveis com os números do desemprego, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), coletados por meio da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Continua (PNAD).

Os números do Caged, informa nota do Dieese/PA, são coletados das empresas e abrangem o setor privado com carteira assinada. Já os dados da Pnad são obtidos por meio de pesquisa domiciliar,e abrangem também o setor informal da economia.

CRESCIMENTO

Ainda segundo o Dieese/PA, no mês passado, todos os setores econômicos paraenses apresentaram saldos positivos de empregos formais, no comparativo entre admitidos e desligados, com destaque para a Construção Civil (2.457 postos); serviços com a geração de 2.337 postos de trabalhos; indústria em geral com 1.377 postos; comércio com 930 postos; e agropecuária com a geraçãode 611 postos de trabalhos.

No acumulado do ano (de janeiro a setembro), os setores de serviços no Pará que tiveram saldos positivos de empregos formais foram: o setor de serviços, com 21.888 postos de trabalhos criados; construção civil (13.701 novos empregos); comércio (13.241 postos); indústria em geral (8.235 postos); e agropecuária com a geração de 4.287 postos.

No acumulado dos últimos 12 meses ficaram assim os resultados positivos de geração de empregos formais no Pará: serviços (24.275 postos); comércio (23.041);indústria em geral (9.383); construção civil (8.677); e agropecuária (4.211).

Considerando os dados nacionais, o saldo líquido de emprego formal no Brasil foi positivo, com 313.902 vagas em setembro, segundo o Caged. No acumulado dos nove primeiros meses de 2021, o saldo positivo foide 2,513 milhões de vagas.

Fonte: Dol