Frutas sofrem aumento de preço de janeiro a julho deste ano

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos no Pará (Dieese/PA), comparou os valores das frutas comercializadas nas feiras e supermercados nos últimos sete meses em Belém. Segundo a pesquisa, ocorreu uma elevação nos preços de algumas frutas com alta acima da inflação estimada para o período.

No mês de julho, várias frutas ficaram mais caras em comparação ao mês de junho. Compõem a lista de maior elevação de reajuste por quilo: o limão, com alta de 10,29%; seguido do melão amarelo, com elevação de 3,32%; melancia com reajuste de 2,99%; maracujá com alta de 1,97%; goiaba vermelha, que alcançou o índice de 1,75% e o abacaxi com avanço de 1,06%.

Na trajetória contrária algumas frutas tiveram redução de preço nos sete primeiros meses de 2020, como o abacate, com baixa de 40,09%; seguido do melão amarelo, -6,56%.

De acordo com os dados, nos últimos doze meses (junho de 2019 a julho de 2020), a maioria das frutas pesquisadas atingiu elevação de preços, muitas em percentuais acima da inflação estimada para o mesmo período, aproximadamente 2,5%.

Fale conosco

Conselho Regional de Economia do Pará e Amapá


Tel: (91) 3242.0207 / 3223.1988
E-mail: adm@coreconpara.org.br​
Endereço​​​​​​: 

Rua Cônego Jerônimo Pimentel, 918 - Belém/PA
Cep: 66055-000

© 2020 por Ascom Conselho Regional de Economia - 9ª Região