Com piora em abril, setor tem queda de 1,3% no volume de serviços em um mês no Amapá

1.png

O volume de serviços prestados no Amapá registrou uma queda de 1,3% em abril, na comparação com março, conforme dados apresentados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foi a terceira refração consecutiva que o estado enfrentou nesse índice.

Ao todo, 14 unidades federativas tiveram taxa negativa no setor. Com expansão no volume de serviços em outras 13 UFs, o Brasil totalizou alta de 0,7% no volume de serviços. Apesar do dado positivo, o país ainda continua abaixo do patamar pré-pandemia.

Os dados integram a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada na sexta-feira (11).

Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, o índice amapaense foi o melhor que a série interanual registrou nos últimos 10 anos. Em relação a abril de 2020, o volume de serviços cresceu 18,4% no quarto mês de 2021. No país, o avanço foi de 19,8%, a segunda taxa positiva seguida e a mais intensa da série histórica, iniciada em janeiro de 2012.

No acumulado de janeiro a abril, o setor tem alta de 6,3%. Em 12 meses, porém, ainda está negativo, mas manteve a trajetória de recuperação iniciada em fevereiro, ao passar de -7,9% em março para -5% em abril.

O setor de serviço é o que possui o maior peso na economia brasileira e tem sido também o mais prejudicado pela pandemia do novo coronavírus por maior dependência de atividades presenciais.

Fonte: G1 AP