COP26: Instituições acordam em investir US$ 130 tri por economia livre de carbono

2.jpg

As principais instituições financeiras do mundo se comprometeram, na 4ª feira (3.nov), a investir US$ 130 trilhões na transição para uma economia livre de carbono. O acordo foi feito na 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-26), que está sendo realizada em Glasgow, na Escócia.

O compromisso teve a adesão de instituições como HSBC, Bank of America e o Santander. Segundo o plano, os participantes deverão desenvolver estratégias de financiamento verde baseadas na ciência e fixar metas intermediárias para 2030. 

Para o responsável pelas finanças climáticas da Organização das Nações Unidas (ONU), Mark Carney, o pacto entre as entidades é um marco na história da contribuição privada para uma economia global livre de dióxido de carbono. "Os 130 trilhões são mais do que se precisa para a transição global em prol das zero emissões líquidas", garantiu, ressaltando que o valor precisa de projetos alinhados para obter resultados.

A COP-26 continua até o dia 12 de novembro e deve anunciar novos acordos e metas para conter a crise climática. O principal objetivo do evento é seguir em frente com o as estratégias de impedir que a temperatura global suba mais de 1,5 grau na comparação com o período pré-industrial.

Fonte: Agência EFE