BC europeu promete juros baixos por ainda mais tempo para sustentar preços

3.png

Banco Central Europeu (BCE) prometeu nesta quinta-feira (22) manter as taxas de juros em mínimas recordes por ainda mais tempo para ajudar a inflação na zona do euro a subir para sua meta de 2%.

O banco central dos 19 países que usam o euro disse que não vai aumentar os juros até que veja a inflação alcançar sua meta de 2% "bem antes do fim de seu horizonte de projeção e de forma durável". A inflação ficou abaixo desse nível pela maior parte da última década.

A mensagem provavelmente tem o objetivo de fazer com que as expectativas para a primeira alta de juros do BCE desde 2011 sejam jogadas ainda mais para frente, já que a inflação na zona do euro não deve alcançar 2% por pelo menos dois anos, segundo estimativas do próprio BCE.

"Isso pode também implicar um período transitório em que a inflação fique moderadamente acima da meta", acrescentou.

A orientação anterior do BCE dizia que o banco iria manter os juros onde estavam até que estivesse satisfeito com a convergência das expectativas de inflação para sua meta e que pararia de comprar títulos segundo seu programa de afrouxamento quantitativo pouco antes disso.

A mudança na linguagem foi provocada pela nova estratégia apresentada neste mês, quando o BCE prometeu ser "especialmente enérgico ou persistente" e que deixaria a inflação ir acima de 2% porque os juros estão muito baixos.

Fonte: G1