Dólar opera em queda à espera de instalação da CPI da Covid-29

3.png

dólar opera em queda nesta segunda-feira (26), negociado ao redor de R$ 5,45, em semana marcada pela expectativa em torno da instalação da CPI da Covid-19 e por nova reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA).

Às 9h52, a moeda norte-americana caía 0,85%, vendida a R$ 5,4516. 

Na sexta-feira, o dólar fechou em alta de 0,78%, a R$ 5,4982, mas teve recuo de 1,54% na semana. No mês, a queda acumulada é de 2,30%. No ano, o avanço é de 6%.

Cenário

No exterior, os futuros do aço na China fecharam em máxima recorde nesta segunda-feira, sustentados por uma robusta demanda e preocupações com restrições à produção, enquanto os preços de referência do minério de ferro também tocaram níveis recorde devido a temores sobre escassez de oferta. Já os preços do petróleo recuavam por temores de que o avanço dos casos de Covid-19 na Índia vá prejudicar a demanda por combustíveis no país, terceiro maior importador global de petróleo.

Na cena política local, as atenções seguem voltadas para a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid. A Casa Civil da Presidência da República elaborou uma lista com 23 acusações e críticas ao desempenho do governo federal no combate à pandemia e que devem ser alvos de investigação e questionamento de senadores na CPI.

Na agenda econômica, os economistas do mercado financeiro elevaram a estimativa de inflação para 2021 pela primeira vez acima de 5%, segundo pesquisa Focus divulgada nesta segunda pelo Banco Central. A expectativa para o IPCA deste ano subiu de 4,92% para 5,01%.

Para o Produto Interno Bruto de 2021, a projeção de crescimento passou de 3,04% para 3,09%. O mercado financeiro também subiu de 5,25% para 5,50% ao ano sua previsão para taxa básica de juros, a Selic, no fim de 2021. Já a projeção para a taxa de câmbio no fim do ano permaneceu em R$ 5,40 por dólar.

Fonte: G1