Banco Central sugere indicadores com recuperação desigual da economia

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central avalia que a economia brasileira apresenta recuperação desigual, e ainda existem incertezas sobre o ritmo de crescimento, essencialmente a partir do fim de ano, momento que termina o efeito dos auxílios emergenciais pagos pelo governo.

Segundo os dados divulgados hoje (3), no cenário internacional, a grande retomada em determinados setores produtivos para sofrer alguma queda, em parte à segunda onda da pandemia de covid-19 nas principais economias.

Na última semana, o comitê manteve a taxa básica de juros da economia (Selic) em 2% ao ano, o menor nível desde o início da série histórica do BC, em 1986. A manutenção da Selic em baixa estimula a economia porque juros menores barateiam o crédito e incentivam a produção e o consumo em um cenário de baixa atividade econômica.

Fale conosco

Conselho Regional de Economia do Pará e Amapá


Tel: (91) 3242.0207 / 3223.1988
E-mail: adm@coreconpara.org.br​
Endereço​​​​​​: 

Rua Cônego Jerônimo Pimentel, 918 - Belém/PA
Cep: 66055-000

© 2020 por Ascom Conselho Regional de Economia - 9ª Região