Recuperação: Turismo espera fechar 2021 com 70% do faturamento de 2019

1.png

Um dos setores que mais sofreu com a pandemia de covid foi o turismo. Com a necessidade de distanciamento social e outras medidas sanitárias, desde março do ano passado, excursões foram canceladas e viagens suspensas. A consequência disso foi o fechamento de agências, crise no setor hoteleiro e prejuízos que, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, ultrapassam R$ 370 bilhões.

Mas, aos poucos, o setor do turismo vem ensaiando a recuperação. Segundo dados da ABAV - Associação Brasileira de Agências de Viagem, a expectativa é fechar 2021 com quase 70% do faturamento que tinha em 2019.  Naquele ano, foram registradas 95 milhões de viagens no país.

Para o Ministério do Turismo, a retomada das atividades no setor é consequência do avanço da vacinação no país. A expectativa da pasta é que no próximo verão, seja possível chegar aos níveis de ocupação de hotéis e movimentação de viajantes de antes da pandemia. Manoel Linhares, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, comenta que pandemia foi devastadora para o Brasil e 80% dos hotéis ficaram fechados.

Areação hoteleira já começou, e nos meses de junho e julho deste ano, as hospedagens registraram alta de quase 20 por cento na ocupação de quartos. Paulo Franz, que tem uma pousada no sul da Bahia, está otimista para o verão que está chegando.

E se o movimento cresce nos hotéis, aumentam também as contratações. Segundo dados do Caged, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, depois de demissões em massa durante a pandemia, os hotéis contrataram 25% a mais, no último mês de julho.

As viagens de avião também estão voltando ao patamar pré-pandemia. Dados da Anac, a Agência Nacional de Aviação Civil, apontam um crescimento de 38% no número de passageiros transportados em julho.

Fonte: EBC