Economia brasileira cresceu durante 2ª onda da covid 19

1.png

O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 1,2% no 1º trimestre deste ano, quando o país enfrentava a 2ª onda da covid 19.  A Agropecuária puxou o crescimento em relação aos três últimos meses de 2020 chegando a 5,7%. Plantações de soja, fumo e arroz tiveram desempenho positivo ao contrário do milho e mandioca. 

Entre as atividades industriais, o avanço foi puxado pelas Indústrias Extrativas (3,2%). Também registraram taxas positivas a Construção (2,1%) e a Eletricidade e gás, água, esgoto, atividades de gestão de resíduos (0,9%). O único desempenho negativo se deu nas Indústrias de Transformação (-0,5%).

Nos Serviços, houve resultados positivos em Transporte, armazenagem e correio (3,6%), Intermediação financeira e seguros (1,7%), Informação e comunicação (1,4%), Comércio (1,2%), Atividades imobiliárias (1,0%) e Outros serviços (0,1%). A única variação negativa veio da Administração, saúde e educação pública (-0,6%).

Os dados foram divulgados nesta 3ª feira (1º.jun) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Fonte: SBT News