Proposta de fusão dos programas sociais no Brasil é apresentada pelo Banco Mundial

Estudo do Banco Mundial propõe a fusão dos programas sociais para eliminar com o acúmulo de benefícios que ocorre no Brasil, o Bolsa Família, o Salário Família, as aposentadorias rurais e o Benefício de Prestação Continuada (BPC) seriam reunidos somente em um programa de assistência social. 

O estudo, divulgado nesta terça-feira (21), revelou que o governo tem vários programas sociais com funções semelhantes, porém implementados de forma isolada. Outra proposta recomendada é a integração do FGTS e do Seguro Desemprego. Com isso, quem perder o emprego poderia ter acesso ao seguro somente após o saque final dos seus saldos do FGTS.

Com a medida, a expectativa é reduzir até 95% as despesas com seguro-desemprego. Com essa economia, avalia o banco, o governo poderia aumentar o período máximo de pagamento do seguro-desemprego para até sete meses.

O Banco Mundial também propõe a eliminação do Abono Salarial. No seu lugar, seria criado um novo subsídio salarial pago aos empregadores que contratassem indivíduos em seu primeiro emprego ou trabalhadores desempregados há mais de sete meses. O subsídio seria equivalente a 10% do salário por 12 meses.

Pelos cálculos do relatório, essas reformas estimulariam o emprego e gerariam economia de até 1,3% do PIB ao longo da próxima década.

Fale conosco

Conselho Regional de Economia do Pará e Amapá


Tel: (91) 3242.0207 / 3223.1988
E-mail: adm@coreconpara.org.br​
Endereço​​​​​​: 

Rua Cônego Jerônimo Pimentel, 918 - Belém/PA
Cep: 66055-000

© 2017 por Ascom Conselho Regional de Economia - 9ª Região