Novembro registra queda nas vendas do comércio no Amapá

2.png

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta semana os dados das vendas no comércio varejista referentes novembro, tradicional pela "Black Friday" com promessas de promoções e altos descontos visando justamente atrair os clientes. Mas, no Amapá, o mês vendeu -2,7% menos que o mês anterior, em outubro.

Os dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) apontaram que não só o Amapá, mas a média nacional ficou negativa, em patamar menor (-0,1%), mas com baixa em novembro na comparação com outubro.

Além das medidas restritivas de funcionamento por causa da Covid-19, que impactam o setor desde o início do ano, o mês também foi afetado drasticamente pelo apagão, que ao longo de 22 dias de novembro, deixou no escuro totalmente e depois parcialmente, 13 das 16 cidades do estado.

No comércio varejista a queda de -2,7% foi a segunda pior do país, atrás apenas da Paraíba (-3,5%). Ao todo, 13 estados tiveram redução e 14 tiveram alta na comparação com outubro.

O Amapá também teve baixa de 5,2% no volume de vendas do comércio varejista ampliado, que além dos segmentos comuns, incluem os setores de automóveis, motocicletas e peças.

Crescimento após um ano

Além da comparação com o mês anterior, o IBGE também divulgou o volume de novembro em relação ao mesmo mês em 2019. Nesse caso, a alta foi expressiva, de 11,6% no comércio varejista e 6,7% no comércio varejista ampliado.

Fonte: G1