Quase 15% da população não tem condição de pagar dívidas em Macapá, diz pesquisa

1.png

Abril encerrou com 99.548 pessoas endividadas em Macapá. Da quantidade, quase 15%, o equivalente a 19.186 consumidores, dizem não ter condições de pagar os débitos. Em comparação com o mesmo mês de 2020, o aumento foi de 3% entre os que não têm como quitar as dívidas.

Os dados são da Pesquisa de Inadimplência e Endividamento do Consumidor (PEIC), realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Amapá (Fecomércio-AP).

De acordo com o levantamento, a principal dívida das famílias continua sendo a do cartão de crédito, representando 52,6% do total. Em seguida aparecem os carnês, com 21,2%, e o crédito pessoal, com 17,1%.

Também há 49.215 endividados com contas em atraso, sendo 37,6% da população. A consultora financeira Cleicy Miranda, explicou como a família deve programar o orçamento para que as dívidas sejam quitadas.

Ainda segundo a pesquisa, a maior parte da população (44,3%) se encontra há mais de 90 dias com dívidas em atraso. Entre os endividados, 47,8% estão com 11% a 50% da renda comprometida para pagamento dos débitos.

Fonte G1 AP